9 de agosto de 2014

A quem escreverei
senão ao acaso?
Meus versos cinzas
ecoam nos muros
dessas coisas sociais
do mundo moderno.
Ecoam também meus desesperos
na escassez das minhas turvas emoções.
De que me vale ser poeta?

4 comentários:

  1. Bem que eu queria saber responder essa sua pergunta. Isso só serve pra provar que nós escrevemos por falta de escolha, porque é isso ou pular pela janela de um prédio qualquer.

    ResponderExcluir
  2. haha verdade, ou induzir para que pulemos logo

    ResponderExcluir

Thash box